Você está aqui: Página Inicial > Notícias da UFAC > Ufac na Imprensa > Edições 2016 > 11 - Novembro > Aleac e Ufac assinam termo que permite estágio de estudantes

Aleac e Ufac assinam termo que permite estágio de estudantes

por daniel.ascom publicado 03/11/2016 07h18, última modificação 03/11/2016 07h18
Publicado por: AC 24 Horas

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Ney Amorim (PT) e o reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac), Minoru Kimpara, assinaram, na manhã desta terça-feira, 1º, um termo de cooperação entre as duas instituições que permitirá o estágio de estudantes no Parlamento acreano.

O presidente Ney Amorim destacou a iniciativa como positiva para o Legislativo acreano e para a vida acadêmica dos estudantes, que poderão trocar experiências com os técnicos legislativos nas mais diversas áreas existentes.

“Será uma troca de experiências muito produtiva. Não tenho dúvidas disso. Acredito que será fundamental para os acadêmicos. Eles irão ganhar muito do ponto de vista profissional e a Aleac também. Neste momento de dificuldade, de crise, eles vão poder se integrar às equipes. A nossa Casa está de portas abertas para todos os estudantes que queiram somar conosco”, disse Ney Amorim.

Já o reitor da Ufac, Minoru Kimpara, disse que a iniciativa é salutar, isso porque o Parlamento é multidisciplinar. Ou seja, há diversas áreas do conhecimento abrigadas em um mesmo espaço.

“Nada mais multidisciplinar que a Assembleia. Precisamos realmente termos uma ajuda mútua, de todos. Estou muito feliz com essa parceria firmada hoje com a Assembleia Legislativa”, disse Kimpara.

A vice-reitora da Ufac, professora Guida Aquino, comentou que “é uma oportunidade para os nossos estudantes essa parceria. Com certeza isso ajudará na formação deles que estarão no mercado de trabalho em breve”, pontua.

Outra que ressaltou a parceria foi a diretora da Escola do Legislativo, Rachel Farias. Entusiasta da parceria, ela afirmou que um levantamento será promovido pela Aleac para saber o quantitativo de vagas em cada setor e área do conhecimento para que os acadêmicos possam ter um direcionamento que vise o aprendizado.

“Vamos fazer um levantamento do quantitativo necessário. Estou muito feliz com essa parceria. Há tempos sonhávamos com isso e com o apoio do nosso presidente Ney Amorim, que abraçou essa causa, demos hoje um passo importante”, argumentou.